“O temor do Senhor encaminha para a vida; aquele que o tem ficará satisfeito, e não o visitará mal nenhum” (Provérbios 19.23).

O temor a Deus é o princípio da sabedoria. Quando o homem perde esse temor ele perde o controle da sensatez e faz coisas que até o Diabo duvida. Neste estágio ele não obedece e nem escuta mais a voz do Espírito Santo, mas somente o que a sua mente pecaminosa determina. Eu nunca me esqueço do tempo do meu diaconato, quando um membro da Junta Diaconal tinha o vício satânico de meter a mão na salva e levar para casa parte da oferta já consagrada e entregue com muito amor pelos irmãos. Não demorou muito o pecado foi descoberto e o mal da parte do Senhor visitou aquele jovem Diácono e sua família que nada tinha a ver com o fato, mas comia do dinheiro que fora levado da igreja. Aquele moço nunca mais se aprumou na vida e teve seu ministério interrompido. É muito triste quando o crente perde o temor do Senhor, pois ele é quem encaminha a pessoa para desfrutar o melhor de sua vida. Quem conserva o temor do Senhor é feliz, satisfeito, nada lhe falta e o juízo de Deus não chegará a sua tenda. Paulo mostra aos romanos a vida de quem não tem temor ao Senhor: “Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só. A sua garganta é um sepulcro aberto; Com as suas línguas tratam enganosamente; Peçonha de áspides está debaixo de seus lábios; Cuja boca está cheia de maldição e amargura. Os seus pés são ligeiros para derramar sangue. Em seus caminhos há destruição e miséria; E não conheceram o caminho da paz. Não há temor de Deus diante de seus olhos.” (Rm 3.12-18). O que mais me preocupa é que os dias dessas pessoas que fizeram naufrágio do temor ao Senhor são mais curtos: “O temor do Senhor aumenta os dias, mas os perversos terão os anos da vida abreviados.” (Pv 10.27). Só há uma maneira de se afastar desse vício é confessando o pecado e se afastando de vez do local da tentação. Há pessoas que não conseguem viver sem praticar a iniquidade, e esta, evidenciada com freqüência, torna-se um vício incurável. Não permita que o temor do Senhor se afaste de sua vida e você perca o céu.