“Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna” (Gálatas 6.8).

 

Ouvi outro dia de um pastor a seguinte frase: “o crente é semelhante ao pastel de rodoviária: muito óleo e pouca carne”. Tai uma comparação que me deixa impressionado, pois, se analisarmos bem e deixando de lado o tom de gracejo, trata-se de uma pura verdade, porquanto, o crente em Jesus Cristo, se quiser viver uma vida debaixo da vontade de Deus Pai, precisa ser cheio do Espírito Santo, ou seja, ter a unção do Espírito em sua vida, cujo símbolo é o azeite. A Bíblia recomenda que o crente não deve deixar faltar o óleo sobre a sua cabeça: “Em todo tempo sejam alvos os vossos vestidos e não falte o óleo sobre a vossa cabeça” (Ec 9.8). O cristão convicto de sua fé em Cristo e vigilante quanto a sua salvação, procura andar sempre em espírito e lutar constantemente para fugir da concupiscência da carne. É tal como disse o pastor: “muito óleo/azeite e pouca carne”, referindo-se ao pastel vendido nas rodoviárias. Deus espera que você tenha uma vida mais voltada para o espiritual do que para o carnal. A carne, diz, Paulo, para nada aproveita. É preciso que aqueles que se aproximam do Senhor Jesus Cristo o façam em espírito e em verdade. Lembre-se: “muito óleo e pouca carne!”.