“Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.” (Apocalipse 2.5).

A perda do primeiro amor significa uma queda na vida espiritual, a qual poderá refletir-se em outras áreas da vida, inclusive a familiar. Essa perda acontece quando o crente perde de fato a íntima comunhão com o Espírito Santo, o nosso Eterno Consolador.

Tudo na vida espiritual se baseia no amor, sem o amor, não há Evangelho, não há salvação, não haverá vida Eterna com Cristo. Sem amor deixaremos de estar ao lado de Deus, porquanto, Deus é amor. Paulo já dizia aos Coríntios: “Todas as vossas coisas sejam feitas com amor.” (1 Coríntios 16.14). O amor é tudo, e feliz é quem ama!

Se o amor entre os cônjuges se acabar, o que restará, então, do matrimônio? A restauração se torna difícil de acontecer quando o amor de fato desvanece. De igual maneira é o primeiro amor, aquele amor pela pessoa de Cristo, pela obra evangelística, pela salvação, pelos irmãos que professam a mesma fé, pelo semelhante, em fim, por tudo que se relaciona com Deus. A falta do primeiro amor afasta a pessoa da caminhada cristã, e ele passa a enfrentar derrotas em cima de derrotas nas batalhas espirituais.

Se a noiva de Cristo, eu e você, perder o primeiro amor, ou seja, o amor pelo noivo, a sua felicidade Eterna e o plano de salvação de Deus irá se extinguir de sua vida, é por isso que devemos ter zelo pela salvação e extremado cuidado com a vida espiritual. Cada um deve examinar-se a si mesmo: “Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice.” (1 Coríntios 11.28).

Quando a pessoa perde o primeiro amor, todo o serviço para Deus também perde o valor e o significado. O desvio do amor abre diversas portas: – para as vãs contendas, para as obras da carne, e com isso surge o ódio, a ira, a inveja, a contenda e outras coisas mais. Quando o amor falta na vida do crente, ele corre o risco de destruir alguém, pelo qual Cristo morreu. Se você fez naufrágio no primeiro amor, então é hora de voltar para Cristo, basta somente se arrepender.