“Mas, à meia noite, ouviu-se um clamor: Ai vem o esposo! Saí-lhe ao encontro!” (Mateus 25.6).

Como noiva de Cristo, eu e você precisamos nos manter firmes, vivos espiritualmente falando e prontos para o combate diário, contínuo e insistente do inimigo de nossas almas. Ele veio senão, matar, roubar e destruir. Ele tudo fará para que percamos a nossa coroa e nos desliguemos desse grande evento, o arrebatamento da igreja.

No dia do rapto da igreja, não adianta dizer: “Comíamos e bebíamos na Sua presença e ensinavas nas nossas ruas” (Lucas 13.26). O Senhor conhece os que lhe pertencem e quem de fato está aguardando a sua vinda por fé e esperança renovada. A Ele ninguém engana, pois Ele conhece tudo sobre cada um de nós.

Aparte-se, pois, da injustiça todo aquele que professa o nome do Senhor e o aguarda pacientemente por sua vinda (2 Timóteo 2.19). A Bíblia ainda diz: “Ora, se é com dificuldades que o justo é salvo, então, onde vai comparecer o ímpio, sim, o pecador? (1 Pedro 4.19).

É preciso que cada crente que ama a Cristo o espera ansiosamente, tenha uma esperança gloriosa, porquanto, a volta do noivo foi prometida e a Palavra será cumprida: “E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver, estejais vós também” (João 14.3). Que promessa edificante.

Quando ouvires: Ai vem o esposo, então, tenha a certeza de que, só subirão aqueles que estiverem firmes na fé, ligados nas coisas espirituais e que amam a vinda de Jesus Cristo, ou seja, que guardaram bem a sua coroa: “Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.” (Apocalipse 3.11).