“Mas faça-se tudo decentemente e com ordem” (1 Coríntios 14.40).

Tem gente que não suporta ouvir essa palavra: ordem, disciplina, decência, correto e todas outras do mesmo campo semântico. Parece que obedecer, andar na linha e fazer as coisas com zelo e em perfeita ordem não combina muito com seu estilo de vida, mas é assim que o Senhor se agrada dos seus filhos. Ele espera que cada um faça as coisas decentemente e com ordem.

Paulo quando escreveu a Timóteo disse referindo-se a conduta do Bispo: “Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar.” (1 Timóteo 3.2). É isso mesmo, andar corretamente, mantendo a boa conduta diante de Deus, dos homens e da igreja. Não se afastando daquilo que está preconizado na Palavra de Deus, mas andando honestamente, dando bom testemunho de crente salvo.

É preciso que os que se aproximam de Cristo andem sem repreensão, observando os mandamentos: “Existiu, no tempo de Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da ordem de Abias, e cuja mulher era das filhas de Arão; e o seu nome era Isabel. E eram ambos justos perante Deus, andando sem repreensão em todos os mandamentos e preceitos do Senhor.” (Lucas 1.5,6). Que exemplo de casal. Aleluia! Foram tremendamente abençoados. A mulher era estéril e Deus lhe abriu a madre e ela teve um filho e colocou o nome de João Batista. Jesus disse que entre os nascidos de mulher, não houve ninguém maior que João.

Todos que fazem parte da Igreja de Cristo precisam, acima de tudo dar bom testemunho, ser na verdade irrepreensíveis: “Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.” (Efésios 5.27). Não é tão difícil, mas também não é tão fácil viver em retidão, custa um preço.

Paulo foi mais firme com Tito, pois ele lhe ensinou que se o cristão tiver uma linguagem sã, então, as pessoas em sua volta irão ter uma postura diferente para com ele e não lhe dirá nenhum mal contra: “Linguagem sã e irrepreensível, para que o adversário se envergonhe, não tendo nenhum mal que dizer de nós.” (Tito 2.8).

Faça tudo com decência, pois Deus se agrada desta postura. Paulo disse aos Efésios que Cristo nos elegeu nEle desde a fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor (Efésios 1.4). Tudo isso, para que possamos resplandecer como astros no mundo: “Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo.” (Filipenses 2.15).