“Os que descem ao mar em navios, mercando nas grandes águas. Esses vêem as obras do Senhor, e as suas maravilhas no profundo. Pois ele manda, e se levanta o vento tempestuoso que eleva as suas ondas.” (Salmos 107.23-25).

 

Mesmo diante da sofisticada tecnologia, ainda se ouve falar que algum navio ou barcos pesqueiros e veleiros se perdem em alto mar nos dias de hoje. As cartas náuticas são as mais sofisticadas possíveis, mas mesmo assim algumas embarcações ignoram os pontos cardeais, as estrelas, os faróis e outros dispositivos visuais de auxilio ao navegante e acabam passando horas e horas perdidos sem conseguir traçar o rumo verdadeiro que possa chegar ao porto desejado.

A vida espiritual é bem semelhante a esse barco, essa embarcação que não consegue se orientar pelo farol que sinaliza de algum ponto de terra. Como é valioso o auxilio do farol. Em meio à noite escura e estrelada, vale a pena se guiar pelo lampejo de algum farol. O nosso farol é Jesus Cristo. Ele mesmo disse: “…Eu Sou a luz do mundo, quem me segue não andará em trevas…”. Como é bom ser guiado por Cristo, pelo Seu Espírito Santo.

Na travessia de nossa vida, não podemos alcançar o porto seguro, o céu, sem primeiro seguir a orientação divina, aceitar o plano seguro da navegação, ou seja, o Plano de salvação, a fim de podermos triunfar neste mundo, não se afastar da luz, do grandioso farol, Jesus Cristo e ai, sim alcançar as mansões celestiais, para estarmos para sempre com o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Assim como os navegantes ignoram os faróis e se perdem em alto mar, o homem quando ignora a luz verdadeira, o farol divino, Jesus Cristo, então, passa a viver perdido nesse grande mar da vida, o mundo.

Deus hoje te diz: Siga o farol, siga a Jesus e chegarás ao porto seguro. Barco perdido, farol ignorado, não chegará a lugar seguro nenhum. Pense nisso!