“Dizendo: Este homem começou a edificar e não pôde acabar. ” (Lucas 14.30).

 

Jesus ensinava a uma grande multidão e, também, aos seus discípulos e de repente contou-lhes mais uma de suas parábolas, a que fala da providência. Ele dizia que o homem antes de começar uma obra, ou pôr em prática um projeto, seja ele qual for, não deveria abrir mão do planejamento: “Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? O planejamento é uma fase anterior ao início da obra e é fundamental para se evitar qualquer tipo de transtornos que possam paralisar os trabalhos.

Quantos crentes estão em situação embaraçosa porque começaram a executar algum tipo de projeto, sem antes, fazer um sólido e aperfeiçoado planejamento. Jesus ensinava aos seus discípulos e toda aquela multidão que o seguia, que se não proceder de forma consciente, deixando de lado os estudos iniciais, a obra irá parar e provavelmente os prejuízos serão grandes.

Como iremos guerrear contra as hostes do inferno se não conhecermos as armas espirituais descritas por Paulo sua epístola aos Efésios capitulo seis. Não lutamos contra a carne e nem contra o sangue, mas batalhamos com armas espirituais capazes de destruírem as fortalezas do inimigo.

Satanás tem lutado para destruir os planos de cada crente em Jesus Cristo. Antes ele tentava o homem através das finanças, da bebida, das mulheres, da avareza, proporcionando-lhe bons trabalhos, consequentemente boa soma de dinheiro, porém, o homem que ora, vigia, ler a Bíblia e nela medita de dia e de noite, sempre tem gorduras espirituais para queimar, e Satanás desiste dele. A única maneira que o Diabo encontra para furar o bloqueio e chegar até o vaso ungido de Deus é procurando enfraquece-lo.

Enfraquecer o crente que ora e tem comunhão com o Senhor, mediante os atrativos do mundo, me parece não ser uma boa estratégia, pois o crente que está firmado na Rocha, Cristo é vigilante e não abre mão do companheirismo do Espírito Santo.

Dentre as muitas maneiras que tenho visto nesta década que tem tornado Satanás vitorioso, uma delas tem sido eficaz para derrubar o mais forte dos crentes, é justamente o entretenimento, e com isso, afasta-o do centro da vontade de Deus, pois ele não conseguirá mais tempo para buscar ao Senhor, nem para ler a Bíblia, nem para meditar nela, nem mesmo tempo para ir ao templo cultuar a Deus, nem tempo para a família e ai o enfraquecimento espiritual é certo, e é nessas horas que o adversário se aproveita e dá uma rasteira no fraco crente, que antes era tão poderoso e envolvido com a obra do Senhor.

A obra, os projetos de vida, os sonhos, tudo tem se acabado na vida daqueles que perderam terreno e batalhas para Satanás. Este, conseguiu tirar todo ânimo, desejo e vontade de ganhar vidas para Cristo, enfraquecendo-se e naufragando na fé, tudo porque Satanás o venceu no tempo, no entretenimento, tirando-lhe os momentos que ele tinha para se comunicar com o seu Deus, e pedir a orientação e poder do Espírito Santo.