“O qual fixando os olhos nele, e muito atemorizado, disse: Que é, Senhor? E disse-lhe: As tuas orações e as tuas esmolas têm subido para memória diante de Deus;” (Atos 10.4).

 

Enquanto oramos aprendemos a ser submissos ao Pai, bem como a reverenciá-lo e amá-lo de todo coração. Enquanto oramos compreendemos que precisamos depender mais e mais de Deus.

A oração meu amigo e irmão em Cristo, nos dá a medida da nossa debilidade e dependência, somos por ela fortalecidos por sua Graça porque o poder de Deus se aperfeiçoa na fraqueza de quem busca ao Senhor: “E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.” (2 Coríntios 12.9).

Enquanto oramos penetramos na esfera celestial, chegamos à presença de Deus em espírito e a partir dai, na intimidade falamos com Ele e Ele nos atende. Enquanto oramos nosso caráter vai assimilando as virtudes do caráter de Cristo e nos aproximamos do ponto chamado estatura de vão perfeito, na medida exata para uso por inteiro (corpo, alma e espirito) pelo Espírito Santo.

A oração constante e com propósitos perseverantes, é o caminho mais rápido e o mais eficaz para alcançarmos a maturidade espiritual em Cristo Jesus. Enquanto oramos e intercedemos pelos outros, somos duplamente abençoados, nós falamos com o Rei dos Reis e Senhor dos senhores. Então, nossa fé é fortalecida, nosso amor cresce, chegamos mais perto da santidade de Deus e a glória de Deus se revela a nós e se manifesta em nós.

Diz o escritor aos hebreus: “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam” (Hebreus 11:6). O eco desta oração é confirmado pelo que Jeremias escreveu: “Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes”. (Jeremias 33:3). Que coisa maravilhosas acontecem na vida de quem ora!

É muito gratificante quando oramos, mesmo nas horas de grande angústia e o Senhor nos responde: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á”. (Mateus 7:7). E mais, “E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás”. (Salmos 50:15).

Jamais deixe de buscar a Deus em oração. Se você quer ser um crente forte e sadio espiritualmente, então não relaxe quanto à vida de oração, pois, a oração é uma arma infalível para quem quer vencer na vida.