“Vendo Jesus que o escriba havia respondido sabiamente, declarou-lhe: não estás longe do Reino de Deus.” (Marcos 12.34).

 

O Reino de Deus é uma realidade, pois Jesus falou nele e por essa palavra entende-se que existem pessoas que está perto, dentro ou melhor fazendo parte dele, mas outros estão não muito longe dele, ou seja, ainda não conseguiram entrar nele, porquanto, quem nesta fase se encontra precisa passar pela porta que é Cristo: “Eu Sou a porta…”.

Jesus respondeu muito bem aquele doutor da lei de Moisés, homem inteligente e conhecedor profundo da Toráh, mas que não conhecia ainda a Cristo, o Unigênito do Pai. Talvez você pergunte: que é o Reino de Deus? E o próprio Paulo responde: “O reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça e paz, e alegria no Espírito Santo” (Rm 14.17). Esse reino é marcado pela fé, a esperança e amor. Trata-se da justiça plena do Senhor Jesus. Justiça esta que nos colocou no centro da vontade de Deus e pela nossa aceitação a esse Reino, cujo expoente maior é Cristo, fomos justificados pela fé e por Sua graça somos salvos e mais do que vencedores por aquele que nos amou.

Aos que estão nesse Reino não vale encantamento e não há nenhuma condenação, porém, é preciso guardar bem a coroa da salvação para que ninguém a tome. Paulo orienta: “Assim, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” (Rm 7.14), ou seja, para aqueles que estão dentro desse Reino e não para aqueles que não estão longe dele ou fora dele, distante do Senhor Jesus Cristo.

Meu amigo e meu irmão, saiba que Jesus te ama e que está muito triste por você não está junto a Ele, dentro do Reino de paz, de gozo e de salvação. Volte hoje mesmo para este lugar seguro, o Reino de Deus, onde há vida, amor e proteção.