“Quem há entre vós que tema ao Senhor e ouça a voz do seu servo? Quando andar em trevas, e não tiver luz nenhuma, confie no nome do Senhor, e firme-se sobre o seu Deus.” (Isaías 50.10).

 

Hoje, depois de 37 anos, data em que estava embarcado em um navio da MB, me lembro dos momentos de exercícios em alto mar, chamados de “posto de combate com navio às escuras”, onde tínhamos que sair a convés com o navio totalmente apagado. Andar às escuras, em trevas como diz o texto é andar na escuridão, onde não há luz nenhuma, e isso é muito triste e desesperador.

O mesmo se dá quando o homem anda longe de Cristo, a verdadeira luz do mundo. Andar em trevas é caminhar ao lado de alguém que nos afasta de Deus, de Sua Palavra e da noiva do Cordeiro, a igreja.

Há muitos que não sabem, na realidade, para onde estão caminhando: “Disse-lhes, pois, Jesus: A luz ainda está convosco por um pouco de tempo. Andai enquanto tendes luz, para que as trevas não vos apanhem; pois quem anda nas trevas não sabe para onde vai.” (João 12.35). Volte para a luz hoje mesmo! Volte para Jesus!

Ame a Deus e a seu semelhante, pois assim fazendo você estará andando na luz e não nas trevas: “Mas aquele que odeia a seu irmão está em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhe cegaram os olhos.” (1 João 2.11). Jesus é a luz do mundo, é a luz da vida, então, o que falta para você segui-lo? Ele mesmo disse: “Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.” (João 8.12).

A pessoa com quem andamos, muitas vezes, não está nos conduzindo por um caminho de luz, e quase sempre não conseguimos enxergar esse tipo de armadilha, pois geralmente, essas pessoas, são dóceis, amáveis, carinhosas e educadas, porém, no profundo de seus corações há um desejo de tirar a pessoa da presença de Cristo, do seio da família, ou mesmo do emprego onde estão trabalhando. Cuidado!