“Já em carta vos escrevi que não vos associeis com os impuros” (1 Coríntios 5.9).

 

No dia 20/Jul último passado as redes sociais foram invadidas por inúmeras mensagens de felicitações ao amigo. É muito gratificante quando você recebe e também disponibiliza pela internet, telefone ou outro meio de comunicação uma mensagem de carinho e de apoio a pessoa que você considera seu amigo, sua amiga.

No mundo atual não é tão fácil se encontrar um amigo de verdade, alguém que esteja capacitado para desprender amor ágape e se sacrificar algumas vezes para ajudar o amigo a sair de alguma crise ou dificuldade em alguma área sensível da vida.

O apóstolo Paulo enumera a Timóteo uma série de pessoas com as quais ele não deveria se relacionar, pois são modelos que estão presentes na sociedade moderna: “Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.” (2 Timóteo 3.2-5).

Essa relação em lide está presente por onde quer que você vá, norte, sul, leste e oeste. São indivíduos que não têm o temor do Senhor e muito menos fazem questão de mudar a conduta, pois suas mentes estão cauterizadas pelo pecado e pela desobediência a pais e mães desde a infância.

Saiba escolher melhor seus amigos, pois há amigo mais chegado que um irmão: “O homem de muitos amigos deve mostrar-se amigável, mas há um amigo mais chegado do que um irmão.” (Provérbios 18.24).

O cristão não pode viver sem uma boa amizade, pois ela é importante para lhe socorrer no momento em que você sofrer um ataque do inferno ou mesmo lhe ajudar em alguma decisão, orar com você e lhe ajudar nas horas difíceis da vida. Saiba perfeitamente escolher seus amigos, suas amigas. Consulte a Deus sobre elas. Amém!