Stop, é hora de refletir! (continuação)

“Não se desvie para os seus caminhos o teu coração, e não andes perdido nas suas veredas.” (Provérbios 7.25).

Stop, é hora de refletir. Em meio as tribulações, desânimos e esfriamentos na fé em Deus por parte de Israel, o líder hebreu Josué, resolveu admoestar ao povo hebreu, e após intensa reflexão, ele decidiu por ficar ao lado do Senhor que lhe tirou do Egito: “Agora, pois, temei ao Senhor, e servi-o com sinceridade e com verdade, e deitai fora os deuses aos quais serviram vossos pais dalém do rio e no Egito, e servi ao Senhor. Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém, eu e a minha casa serviremos ao Senhor.” (Josué 24.14,15).

Stop, é hora de refletir. Não foi tão fácil para Gideão cumprir a ordem de Deus, porquanto, ele teria que contrariar o seu próprio pai. Gideão, então refletiu bastante, sobre a ordem do Senhor, Deus de Israel que dizia: “E aconteceu, naquela mesma noite, que o Senhor lhe disse: toma o boi de teu pai, a saber, o segundo boi de sete anos, e derriba o altar de Baal, que é de teu pai, e corta o bosque que está ao pé dele.” (Juízes 6.25).

Não foi tão fácil para Gedeão cumprir a missão. Ele teve que cortar na própria carne, e ir contra a idolatria de seu pai, destruir o altar de adoração a Baal, e destruir o bosque onde se fazia a adoração. Gideão teve que refletir bastante, e por fé executou a determinação do Senhor. Gideão foi vitorioso no cumprimento da tarefa, porém, o Senhor exigiu que ele fizesse um altar a Ele: “E edifica ao Senhor teu Deus, um altar no cume deste lugar forte, num lugar conveniente; e toma o segundo boi e o oferecerás em holocausto com a lenha que cortares do bosque.” (Juízes 6.26). Quando erguemos um altar de louvor, de obediência, e de temor ao Senhor, então, a vitória é garantida. Fazer a vontade de Deus é algo extremamente prazeroso, todavia, é preciso fé, esperança e muito amor.

Stop, é hora de refletir. O rei Saul, o primeiro rei de Israel, não refletiu e nem pensou pacientemente em sua decisão. Ele se precipitou em oferecer sacrifício ao Senhor, tarefa que estava sob a responsabilidade do profeta Samuel. Saul é bem claro ao falar a Samuel que não orou ao Senhor Deus de Israel: “Eu disse: agora, descerão aos filisteus sobre mim a Gilgal, e ainda à face do Senhor, não orei; e constrangi-me, e ofereci holocausto.” (1 Samuel 13.12).

A atitude do rei Saul, segundo o profeta Samuel foi de insensatez e, por isso, Deus lhe tirou a sua coroa e deu o seu trono a outro, no caso Davi, filho de Jessé: “Então, disse Samuel a Saul: Procedeste nesciamente, e não guardaste o mandamento que o Senhor, teu Deus, te ordenou; porque, agora, o Senhor teria confirmado o teu reino sobre Israel para sempre. Porém, agora, não subsistirá o teu reino; já lhe tem ordenado o Senhor, que seja capitão sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o Senhor te ordenou.” (1 Samuel 13.13-14).

Stop, é hora de refletir. Não se alcança objetivos agradáveis e duradouros sem envolver Deus. Para isso, é preciso meditar em Sua Palavra e ouvir a voz do Espírito Santo. Deus quer abençoar seus filhos, porém, cada um precisa refletir antes de tomar decisões ou fazer alguma ação nesta vida. Muitos não alcançam vitórias na vida porque não fazem um stop e refletem antes de tomar determinada atitude.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook