“E dizeis ainda: Eis aqui, que canseira! E o lançastes ao desprezo, diz o Senhor dos Exércitos; vós ofereceis o que foi roubado, e o coxo e o enfermo; assim trazeis a oferta. Aceitaria eu isso de vossa mão? diz o Senhor.” (Malaquias 1.13).

Disse na palavra de ontem que para evitar o esgotamento ministerial alguns passos precisam ser dados pelo ministro e um deles é ter um ou dois amigos de sua inteira confiança, que sejam íntimos. Alguém que você possa confiar inteiramente.

Você deve confiar em alguém. Paulo recomenda a Timóteo confiar, pois há pessoas idóneas que podem ouvir e ajudar o outro quando for necessário. É preciso que o obreiro saiba combater a ideia de que ninguém é bom o suficiente para ser seu amigo. Se persistir pensando assim, jamais você terá como erradicar o seu esgotamento neste quesito: ter uma pessoa de confiança para você tê-lo como seu grande amigo. E por outro lado, você jamais será bom o suficiente para ser amigo de alguém. Se você quer alguém para eleger como seu verdadeiro amigo e confidente, saiba que não existe pessoas perfeitas. Deus trabalha na vida de pessoas humildes, simples e imperfeitas.

A pessoa que você deve eleger para lhe ajudar a evitar o esgotamento ministerial e também espiritual, que você deve confiar e ser de fato seu amigo é aquele que: Seja acessível aos seus particulares, porém, não pode ser o seu cônjuge; que tenha a faixa etária bem próxima da sua; alguém que saiba lhe compreender e entenda perfeitamente qual seja a sua realidade de vida; alguém que saiba ouvir antes de falar, mesmo quando tenha algo a dizer; pessoa que conheça bem a Bíblia e tenha vida espiritual verdadeira, seja íntegro e fiel ao Senhor Deus; alguém que seja franco, e não tenha medo de perder a amizade por discordar ou confrontar e até mesmo falar sério quando for preciso, como fez Natã com Davi; alguém que seja extremamente discreto, que saiba guardar segredos e seja mais que tudo discreto, não compartilhando com ninguém as confidências do amigo, nem para “pedir oração”.

Se você assim proceder, evitará o esgotamento ministerial e espiritual. Amém!