O pôr do sol

“Se tomares em penhor a roupa do teu próximo, lho restituirás antes do pôr do sol.” (Êxodo 22.26).

Antes do pôr do sol, antes que tudo se escureça, mais do que estar em tua vida, corra para Jesus, autor e consumador da fé, o Salvador Eterno. Não deixei que ele, o Sol da Justiça, Cristo, se ponha, ou melhor, se afaste definitivamente de ti e assim venham os momentos mais escuros e tenebrosos para ti e tua família. Volta logo!

Para muitos o por do sol é um momento ímpar, atraente, exuberante quando a natureza aproveita para saudá-lo pelo brilho extraordinário que proporcionou durante o dia. O por do sol se dá quando o astro maior declina por entre as montanhas e se esconde por detrás dos arranha-céus. É coisa muito linda e gostosa de se vê.

Não são poucos os eventos que tomam como alvo o pôr do sol. Inúmeras pessoas aproveitam esse marco para tirar fotos e faze “self” com o cônjuge, os filhos ou mesmo toda a família. É um momento “mágico”, como dizem alguns que não conhecem bem a beleza do Evangelho.

O pôr do sol é mavioso, principalmente, quando ele deixa a luz refletir sobre o universo ao seu lado, dando um colorido meio alaranjado ou avermelhado. De igual maneira a presença do “sol da justiça”, Jesus quando invade a alma sedenta e a faz arder de gozo e alegria completa. É muito triste quando o Espírito Santo se põe como um sol, ou seja, se afasta da linha de visada e deixa o homem sem luz e sem brilho, somente trevas, porquanto, nesse instante a pessoa é a única culpada, e nesse caso a visita do pecado é sem dúvida a razão dEle ter se ausentado tão rapidamente do coração.

O cristão antes e depois do pôr do sol, tem o dever de iluminar o mundo, ser o exemplo de embaixador de Cristo. Mesmo que o sol se ponha, ele deve permanecer brilhando como um astro no mundo. O crente em Jesus não deve ser como o vagalume que acende e apaga, acende e apaga, não produzindo uma luz constante.

É muito triste quando o sol da justiça, Cristo, não brilha mais na vida do crente, pelo simples fato deste não oferecer um altar propício para o operação do Espirito Santo, devido a vida de pecado. O brilho do cristão é permanente e precisa ser conservado à base da Palavra de Deus e de um testemunho exemplar diante de Deus, da Igreja do Cordeiro e do mundo. Para isso, faz-se necessário ter uma vida de oração, jejum e cooperação na obra, a fim de se afastar cada vez mais das concupiscências da carne, o que faz o sol da justiça se pôr indo para bem longe do coração.

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook