Frutos da negligência

“O que é negligente na sua obra é também irmão do desperdiçador.” (Provérbios 18.9).

Não foram poucos os homens e mulheres na Bíblia, que tinham certa experiência com Deus e até o temia e o reverenciava que por algum deslize, talvez por não vigiarem, acabaram fazendo a obra do Senhor fraudulosamente, negligenciando de maneira veemente aquilo que Deus colocou em suas mãos.

Davi não precisava ter manchado a sua reputação de rei do povo de Deus. Sua conduta até aquele momento em que se deitou no mesmo leito com a mulher de Urias, um dos seus melhores soldados e com ela adulterou, trazendo para si tribulação e admoestação por parte do Senhor, era ilibada e sincera para com o Deus de Israel. Davi negligenciou seu ofício de rei, não deu exemplo aos de sua casa e tão pouco respeitou a lei e também não foi fiel a tudo que escrevera em seus salmos.

No Salmo 51 ele tenta se redimir: “Lava-me completamente da minha iniquidade, e purifica-me do meu pecado. Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares.” (Salmos 51.2-4). Ele fez uma confissão sincera e o Senhor lhe concedeu o perdão.

Demas, um amigo de Paulo, que com ele evangelizou e participou de momentos de fervor no Espírito Santo, num dado momento se afasta de Paulo e seus discípulos e deixa o Evangelho por amor ao mundo, ou seja, negligenciou a sua salvação, tão preciosa, alcançada com tanto sacrifício: “Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia.” (2 Timóteo 4.10). E como Demas muitos cristãos tem feito o mesmo, deixando o convívio da igreja, suas funções e responsabilidades eclesiásticas, às vezes por motivos fúteis, e ganham o mundo, sem rumo e sem a direção do Espírito Santo.

Como frutos da negligência, a vida da pessoa que se afasta de Deus dá um nó. As consequências são desastrosas. O exemplo disso é só estudar sobre a vida do rei Davi após ter cometido o adultério com Bate-Seba e também ter provocado a morte de seu marido, Urias.

Meu conselho para você neste dia, que está tomando um rumo diferente em sua vida é justamente para não ir avante nesses seus projetos, pois não estão de acordo com a vontade de Deus e o certo é que você está negligenciando o que Deus colocou sob a sua responsabilidade, ou seja, o que Ele depositou em suas mãos para fazer. A Bíblia diz: “O que é negligente na sua obra é também irmão do desperdiçador.” (Provérbios 18.9).

Pr. Orcélio Amâncio

Pr. Orcélio Amâncio

José Orcélio de Almeida Amâncio é o atual pastor presidente da igreja Evangélica Assembleia de Deus, igreja do Novo Milênio, localizada no Núcleo Bandeirante, Brasília DF. O pastor Orcélio é formado em letras(português-hebraico) pela universidade Estadual do Rio de Janeiro, é Bacharel em teologia, realizou o curso na escola de preparação de obreiros evangélicos (EPOE), no Rio de Janeiro, onde foi coordenador do ensino por seis anos; também, possui o curso básico de teologia da FATAD, em Brasília, durante dez anos, lecionou ali a língua hebraica e variadas disciplinas teologicas. É pós-graduado em docência do ensino superior pela faculdade Albert Einstein (FALBE) de Brasília DF.

Comentários no Facebook