“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça.” (2 Timóteo 3.16).

Jesus é o primeiro a dar o exemplo de que é preciso guardar bem TODA a Escritura, e não somente parte dela. Quando eu lanço mão da caixinha de promessas, geralmente, eu não encontro ali os versículos admoestativos, corretivos, punitivos, que expressam algum juízo de Deus para a minha vida e de minha família, mas somente, versículos exortativos (que produzem alegria) que só alegram a alma e não proporcionam nenhum tipo de ajuste moral ou mesmo espiritual, os quais muitas vezes são necessários à pessoa que lança mão da famigerada caixinha.

Eu não sou a favor da pessoa comprar este tipo de utensílio, porque muitos que a adquirem acabam transformando-a em amuleto. Para quem não sabe, amuleto é um objeto que alguém guarda consigo e que acabam atribuindo virtudes sobrenaturais de defesa contra doenças, feitiços, desgraças e algum tipo de malefícios.

Outro dia, cheguei em um lar de uma família evangélica, e após a oração foi me apresentada uma caixinha para que eu pudesse tirar um versículo e assim, todos que ali estavam deveriam fazer o mesmo. Então, tive que lhes ensinar sobre a verdadeira caixa de promessas, ou melhor, sobre TODA a Bíblia. As promessas e orientações para a vida estão nas Sagradas Escrituras: “E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras.” (Lucas 24.27). É em TODA a Bíblia e não somente em alguns versículos pré-escolhidos.

Quando temos o conhecimento de TODA a Escritura somos mais do que abençoados. Timóteo foi instruído por sua avó e sua mãe sobre TODA a Escritura e foi alguém útil ao Evangelho de Jesus Cristo: “E que desde a tua meninice sabe as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.” (2 Timóteo 3.15). Quando eu me apego a caixinha de promessa, eu não sou admoestado por Deus e não tomo conhecimento daquilo que Ele realmente quer para a minha vida, pois na citada caixinha só há versículo que agradam a pessoa e não o corrige.

Compre uma Bíblia este ano e leia TODA ela. Evite se apegar ao conteúdo das caixinhas de promessas, pois, tal prática poderá virá uma rotina, um vício, uma dependência e isto, é pecado.