“E, se disseres no teu coração: Como conhecerei a palavra que o Senhor não falou? Quando o profeta falar em nome do Senhor, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o Senhor não falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele.” (Deuteronômio 18.21,22).

É muito comum ouvirmos alguém dizer após uma pregação, ensino ou até mesmo de alguma palavra profética, proferida por um mensageiro de Deus, tida e havida como “profeta do Senhor” a seguinte expressão: “Que mensagem é essa?”

Geralmente, as mensagens confusas, que geram descontentamentos e são proferidas pelos “profetas de Deus”, ou seja, por aqueles que têm o Dom de profecia e, com frequência estão profetizando nas igrejas, precisam ser provadas, a fim de se saber se foi ou não Deus que as falou por seu “ungido”: “Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.” (1 João 4.1). A Bíblia é quem nos orienta a provar os vasos.

No mundo em que vivemos é possível as pessoas inventarem as mensagens proféticas, e iludir ou mesmo enganar até mesmo aos escolhidos de Deus, porém, quando Deus fala, mesmo estando o destinatário do “recado de Deus”, em alguma falta, ele se alegrará, porque o Seu Deus lhe orientou, lhe admoestou ou mesmo o exortou de maneira sábia.

Que mensagem é essa? Como diz o proverbio popular: “sem pé e sem cabeça”, ou seja, que não edifica, nem promove quebrantamento e nem consolação da alma, todavia, só produz confusão e contendas. Isso é de Deus?

Há muitas palavras que o Senhor não falou e o teste mais real é o que envolve o cumprimento: se a mensagem não se cumpriu em sua vida, então, “acenda a luz vermelha”, pois tem tudo para não ser de Deus, caso contrário, houve o cumprimento, é porque ela foi proferida pelo profeta e Deus é quem uso o seu mensageiro. Veja o que diz o texto em lide: “… Como conhecerei a palavra que o Senhor não falou? Quando o profeta falar em nome do Senhor, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o Senhor não falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele.”. Isso mesmo, não tem que bajular o profeta e nem ter temor dele.