“E era trazido um homem que desde o ventre de sua mãe era coxo, o qual todos os dias punham à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam.

Esse milagre ocorrido nos dias de Pedro e João, discípulos de Cristo, em Jerusalém, serviu para abrir os olhos de muitas pessoas com relação à salvação em Jesus, porquanto, muitos judeus e povos de outras nações presenciaram o alvoroço feito na cidade quando o esmoleiro, paralítico e que trabalhava pedindo esmola à porta do Templo foi curado.

Assim como ele, encontram-se outros que são paralíticos, não de suas pernas, mas de coração, porquanto, são pessoas que se dizem cristãs, porém, não amam, não ajudam o semelhante, não contribuem para o crescimento do Reino de Deus, não fazem um esforço para ganhar pelo menos uma alma para Jesus, não vivem o evangelho pleno, marcado pelos milagres, pela graça divina e pelo poder de Cristo. São meramente religiosos, que vão ao templo e dele voltam para casa, nada mais. Se não tiver o social em evidência, a igreja não serve para ele e sua família.

Estão mortos na igreja. Estão perdidos na igreja. Estão como aquele paralítico: fora do Templo. Ouvem a mensagem, saúdam as pessoas que entram e saem dele, mas não conseguem andar, ou seja, pregar, ensinar, evangelizar, entregar um único folheto a alguém perdido e necessitado durante a semana, não conseguem se quer ter firmeza em seus pés (fé), mas andam negando o nome de Cristo a todo instante, não tendo assim vida espiritual, mas se enveredam com frequência por caminhos tortuosos, os quais entristecem ao Espírito Santo de Deus.

Se estes tais, que tanto Deus precisa deles, estão com esse imenso problema: a paralisia espiritual, então, o que fazer para engrandecer o Reino de Cristo? Como iremos alcançar o IDE, o mundo sem Deus? como iremos invadir a grande Seara com pouquíssimos obreiros dispostos? Paulo escrevendo aos romanos disse: “Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam. Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas. Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação?
De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. Mas digo: Porventura não ouviram? Sim, por certo, pois Por toda a terra saiu a voz deles, E as suas palavras até aos confins do mundo.” (Romanos 10.12-18).

A igreja precisa está de pé. Somos templo do Espírito Santo! Eu e você somos a Igreja do Cordeiro. Pense nisto!