“E falou o Senhor a Moisés e a Arão no monte Hor, nos termos da terra de Edom, dizendo: Arão recolhido será ao seu povo, porque não entrará na terra que tenho dado aos filhos de Israel, porquanto rebeldes fostes a minha palavra, nas águas de Meribá. Toma a Arão e a Eleazar, seu filho, e faze-os subir ao monte Hor. E despe a Arão as suas vestes e veste-as a Eleazar, seu filho, porque Arão será recolhido e morrerá ali” (Números 20.23-25).

Que cena triste para Moisés, Arão e Eleazar, filho do sumo sacerdote Arão. Deus não havia esquecido o episódio em Meribá, quando Israel murmurou e Moisés irritado não falou a rocha, mas a feriu duas vezes o que deixou Deus muito triste, pois nem Arão e nem Moisés creram no Senhor: “Então, Moisés levantou a sua mão e feriu a rocha duas vezes com a sua vara, e saíram muitas águas; e bebeu a congregação e os seus animais” (Nm 20 11).

Deus não somente puniu a Arão, mas a Moisés também, porquanto, nem um dos dois o Senhor deixou que entrassem na terra prometida, Canaã.

Arão, certamente, sofreu a maior humilhação de toda a sua vida, visto que, além de ser despido de suas vestes sacerdotais, ele teve que ver seu filho ser vestido de sacerdote por Moisés, além de receber a sentença de morte ali mesmo. Foi um dia muito triste para Arão, para Moisés e para Eleazar.

Meu conselho para ti me irmão e amigo, é para você não deixar de lutar pelo seu sacerdócio, pelo seu ministério recebido do Senhor. Faça de tudo para não permita Deus te despir as vestes, pois quando isso acontece é porque Deus não tem mais interesse na pessoa que Ele tanto confiou e entregou responsabilidades. Tenha muito cuidado quanto a esse assunto, ele é muito sério, não brinque com Deus!