“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele” (1 João 2.15).

Mundo, definição bíblica dessa força que se opõe a Deus e que tenta de todas as formas destruir a sua criação. O quadro é caótico, os homens estão sendo levados às últimas consequências na escalada de atos e fatos em oposição a Deus.

O mundo pensa apenas no mal. As grandes descobertas em sua maioria são nocivas e visam à destruição do nosso planeta. O mundo vive em constante guerra, perdeu o temor ao Senhor e se deixou arrastar pelas paixões da carne e dos interesses pessoais.

O verdadeiro cristão está no mundo, mas não pertence a ele. Trata-se de um terrível inimigo que precisa ser vencido e só pode sê-lo se os salvos em Cristo seguirem as orientações deixadas por Cristo Jesus em Sua Palavra, a saber: Fazer a vontade de Deus; Buscar as coisas que são de cima; Pensar nas coisas que são do céu; Considerar-se morto para o mundo; Esconder a vida com Cristo em Deus; Despir-se do velho homem; e Vestir-se de novo homem, sendo renovado constantemente no conhecimento de Deus.

O cristão que valoriza a sua salvação não deve: amar o mundo – quem ama o mundo torna-se inimigo de Deus (Tg 4.4); amar o que há no mundo – quem assim procede não é de Deus. O crente em Jesus Cristo deve buscar as coisas que são de cima porque ele já morreu para o mundo (Cl 3.1).

Saiba meu amado irmão e amigo uma coisa importante: sua vida está escondida em Deus, em Cristo. Não permita que o mundo imponha seus modismos e doutrinas em seu “modus vivendi”.