“Converte-nos a ti, Senhor, e seremos convertidos; renova os nossos dias como dantes.” (Lamentações 5.21).

Na palavra de ontem eu falei sobre a motivação e a persistência e hoje quero concluir este assunto levando você a pensar no gozo que é se alcançar vitórias em todas as áreas da vida. Pois bem, esse vitória só será alcançada se a motivação e a persistência forem acompanhada de uma transformação verdadeira do homem interior através da renovação espiritual. Um pessoa renovada é capaz de ser feliz e fazer outros alcançarem plena felicidade, porquanto, uma pessoa renovada tem condições de amar, de lutar pelos seus ideais e, ajudar também, a outros com as dificuldades do caminho, da vida.

Existem muitas pessoas motivadas mas pouco persistentes, a quem popularmente chamamos de “fogo de palha”. Quando isso acontece é porque faltou o terceiro elemento a renovação. A renovação é capaz de manter o fogo aceso, a chama da verdade, da compreensão, dos valores morais e espirituais sempre abrasados.

Quantos começam um curso, tipo seminário teológico, ou alguma Faculdade qualquer, etc, e quando bem não se espera a pessoa desiste por causa do primeiro obstáculo encontrado pela frente. Isso não é correto, porquanto, faltou renovação no coração dessa pessoa. A renovação é esse fogo contínuo e persistente que impulsiona o homem a atingir os objetivos sem desistir deles.

Por que o homem precisa ser persistente? Se ainda restar esta dúvida, lembre-se que a persistência confere a maior de todas as vitórias: a vitória pessoal, o sentimento de que você conseguiu aquilo que queria. Acredite mais em você mesmo e peça ao Espírito Santo força para guerrear e lutar para alcançar seus objetivos materiais e espirituais. Ora, se você somar a isso a renovação espiritual, então, conseguir grande êxito e o que vier pela frente é só vitória, sucesso e bênçãos sobre bênçãos.

“… Renova os nossos dias como dantes”  (Lm 5.21). Há alguns que perderam ao longo da caminhada a renovação, a comunhão com Deus e por isso necessitam recuperá-la. Não se deixe abalar pela desmotivação que surge em algumas vidas como uma grande avalanche, forte e com poder para destruir os sonhos da vida. Uma das formas mais eficazes de perceber se está sendo atacado pela “síndrome da desmotivação, é ir ao fundo da questão e tentar perceber de onde surge ou como surgiu tal sentimento de desânimo. “Lembra-te pois donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras” (Ap 2.5).

Estevão, homem cheio de graça e de fé que, serviu ao seu Senhor Jesus Cristo, com espírito, alma e corpo. Ele se deu totalmente ao Senhor e à Obra da evangelização ao ponto de aceitar o martírio pela defesa do Evangelho. Ele morreu pregando, mas é viva a sua mensagem em nossos corações. Honrou ao seu Senhor até o último suspiro deixando motivos sagrados para todos que desejam servir a Deus com integridade e fervor no coração. Ele suportou tudo isso porque estava motivado, logo, persistiu no seu propósito de servi ao Senhor e construiu um império de força e fé porque estava renovado a cada dia.

As injúrias, calúnias e desprezos que o servo de Deus sofreu não o impediram de ver a glória de Deus, mas certamente, o fortaleceram para suportar seu ardente amor por seu Salvador e Senhor. Isso tudo porque ele havia sido renovado em espírito. Saiba que a Persistência confere ao homem vitórias em todas as áreas da vida. Não desanime, mas espere com paciência no Senhor. Deixe Ele te renovar hoje.