“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus” (Gálatas 5.19-21.

A lista é grande, seu nome está nela? Veja a lista descrita na Bíblia: “Mas, ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.” (Apocalipse 22.15).

A lista do evangelista João não é tão extensa como a listagem do apóstolo Paulo, que inclui outras categorias que ficarão de fora da mansão celestial.

Na lista de Paulo há um grupo muito perigoso, que se infiltra no meio do rebanho promovendo grande estrago, trata-se dos invejosos. A inveja, segundo Paulo é obra da carne e os tais não poderão entrar no céu, morada do Altíssimo.

A inveja é tão perniciosa que a Bíblia a trata como sendo a podridão dos ossos: “O sentimento sadio é vida para o corpo, mas a inveja é podridão para os ossos” (Provérbios 14.30).

O invejoso nada tem e nada consegue com a bênção de Deus. O Senhor não se agrada de quem sente inveja de seu semelhante e para os tais reservou um final infeliz: longe do céu, longe de Deus e longe dos remidos do Senhor.

O invejoso, fica tão obcecado pelos bens do seu semelhante que ele luta incansavelmente até adquirir o bem alheio ou compra algo semelhante ou de qualidade superior, o seu alvo é adquirir, se possível o que o seu amigo tem.

O rei de Israel, Acabe e a sua mulher Jezabel tiveram inveja de Nabote, um israelita da cidade de Jezreel que tinha uma belíssima plantação de uvas. Eles tudo fizeram para adquirir a formosa vinha que Nabote possuía e, como não conseguiram compra-la à base da conversa, ou seja, por meios amigáveis, então, optaram pelo caminho mais curto e pecaminoso, usaram a força, a mentira, e as prerrogativa do rei Acabe que culminou com a morte cruel de Nabote. Tão logo o Jezreelita morreu, Jezabel e seu marido Acabe, se apossaram da propriedade dele indevidamente, expulsando o restante da família e servos que ali trabalhavam. O crime provocou o juízo de Deus sobre o rei e a sua mulher (1 Reis 21.1-29).

A lista é grande, e eu te pergunto: você faz parte desta listagem? Se você está ali enquadrado, então, fuja dela e se converta ao Senhor, pois ainda há escape.