“E, entrando o anjo(Gabriel) onde ela (Maria) estava, disse: Alegra-te, muito favorecida! O Senhor é contigo” (Lucas 1.28).

Os anos passam, os dias findam e sempre o Senhor Jesus está à procura de vidas que sejam capazes de realizar uma tarefa impulsionada pelo Espírito Santo. A rapidez com que as coisas acontecem e a luta constante em busca da subsistência e do melhor para a família são fatores que contribuem, e muito, para nos tirar o tempo que poderíamos dedicar à obra de Deus, todavia, quando a bênção do Senhor alcança uma pessoa comum, como eu e você, aí, então, tudo muda a nossa volta, pois, depois do carimbo de “vaso escolhido”, o inferno fica sabendo que somos alvo da bênção divina e tudo fará para nos roubar o privilégio de sermos usados pelo Senhor Jesus Cristo.

Moisés, quando passou a ser o endereço da bênção, perdeu o sossego, o privilégio e o direito de ser um Faraó, pois as exigências celestiais e as cobranças do povo muitas vezes o tiravam do convívio com sua esposa e filhos. Ser o endereço da bênção é gratificante, todavia, além de se ganhar um galardão incorruptível no porvir, aqui na terra seremos deveras agraciados, pois, além de saúde, paz, segurança e prosperidade espiritual, o Senhor coloca a nossa disposição exércitos de anjos que passam a nos garantir grandes vitórias, não permitindo que o inimigo de nossas vidas nos toque.

José, filho de Jacó, foi outro exemplo marcante. Enquanto ele não foi o endereço da bênção, vivia uma vida pacata e de obediência ao seu pai. Um dia, Deus o escolheu como endereço de suas ricas e eternas bênçãos. A partir de então, tudo foi diferente na vida daquele moço.

José começou perdendo a sua juventude. De escravo, tornou-se presidiário. Ser o endereço da bênção tem, às vezes, esses percalços com o único propósito de nos fazer fortes espiritualmente falando com o objetivo de solidificar nossa fé no Deus todo poderoso.

Poderia citar muitos homens e mulheres da Bíblia que foram endereços das bênçãos celestiais e diria convictamente que todos eles pagaram alto tributo por isso, mas, porque pagaram o elevado preço, hoje gozam das benesses divinas.

Paulo foi um desses. Ele pagou altíssimo preço por ter sido escolhido o endereço da bênção. O mesmo Deus que o chamou para ser um vaso disse  “… eu te mostrarei Ananias, o quanto ele (Paulo) há de padecer pelo meu nome”.

Ser o endereço da bênção é, de fato, um privilégio entre os mortais, mas, será que você está preparado para sofrer pela boa causa do evangelho de Cristo? Você gostaria de ser o endereço da bênção? Será que você está disposto a pagar realmente esse preço para ser um vaso nas mãos do Senhor?

Maria foi endereço da bênção. Ela recebeu a visita do anjo Gabriel que lhe informou sobre os projetos de Deus para a salvação da humanidade. Maria foi o endereço da bênção que permitiu que fosse gerado em seu ventre a pessoa do Salvador Jesus Cristo. Ela aceitou o convite e a escolha de Deus para que fosse a mãe do Salvador do mundo. E você, está pronto para ser o endereço da bênção?