“Porque era homem de bem, e cheio do Espírito Santo e de fé. E muita gente se uniu ao Senhor” (Atos 11.24).

 É muito bom quando olhamos para os lados e a nossa frente encontramos pessoas de bem, que estão sempre prontas para nos ajudar ou nos apoiar em projetos edificantes e que possam gerar vidas para o Reino de Deus.

Barnabé era esse homem capaz de acompanhar a Paulo e passar pelas mesmas necessidades que o apóstolo dos gentios passasse para poder ganhar uma alma para Jesus. Ele prestou um humilde serviço, porém, de grande valia para a igreja primitiva e também para o crescimento do Reino dos céus.

Barnabé levava uma vida consagrada ao Senhor. Ele fez parte do primeiro grupo de dois que saiu para evangelizar o mundo. Pelo versículo em lide se percebe que ele era cheio do Espírito Santo. Seu nome na verdade era José, porém, ele apresentou tantas qualidades espirituais notáveis e primorosas que lhe deram o apelido de “Barnabé”, ou seja, “filho da profecia, consolação ou exortação”.

Barnabé era natural de Chipre, uma ilha que se localizava no mar Mediterrâneo, a cerca de umas 200 milhas da cidade de Jerusalém. Um homem de coração generoso e dedicado à obra do Senhor. Quando se lê o livro de Atos dos Apóstolos encontramos várias passagens em que Barnabé estava em plena evidência, no auge de sua carreira evangelística. Ele era bondoso e com frequência fazia sacrifícios pela vida dos seus irmãos em Cristo.

Que o ano de 2017, tenhamos as qualidades de Barnabé sempre próximas de cada um de nós cristãos, a fim de podermos executá-las porquanto, trata-se de um exemplo de crente a ser seguido.