“Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, nem de dia nem de noite, e eu e as minhas servas também assim jejuaremos. E assim irei ter com o rei, ainda que não seja segundo a lei; e se perecer, pereci. Então Mardoqueu foi, e fez conforme a tudo quanto Ester lhe ordenou. ” (Ester 4.16,17).

 Ester era uma moça temente a Deus. Ela sabia que Hamã tramava destruir o seu povo, principalmente, a Mardoqueu, a quem ele odiava. Ester sabia perfeitamente que o jejum era uma arma poderosa e que moveria o coração do Senhor.

O objetivo da moça era fazer um sacrifício para estar à presença do rei Assuero, e pedir-lhe ajuda para manter o seu povo e sua família a salvos, porquanto, o ódio de Hamã era intenso e ele colocou em seu coração dizimar os judeus da face da terra, e já tinha até convencido o rei a expedir decreto para matar os judeus.

Assim como ele, muitos têm ao longo dos séculos, tentado destruir os judeus e também a igreja do Cordeiro, porém, eles não sabem que o Senhor é quem nos guarda e nos protege. O salmista diz: “Elevo os meus olhos para o monte, de onde me virá o socorro. O meu socorro vem do Senhor que fez os céus e a terra.” (Salmos 121.1,2).

Três dias de jejum e oração, e a vitória foi confirmada. Deus agiu no coração do rei Assuero, na fortaleza de Susã, e, livrou a todos os judeus da morte e Mardoqueu e Ester foram honrados pelo rei.

Quando o nosso propósito e objetivos de vida agradam ao Senhor, então, a vitória é certa, o milagre acontece e a bênção é garantida, porque Deus se agrada quando os nossos sonhos e petições estão de acordo com a Sua vontade. Amém!