te destruindo.

 

“E Jonadabe lhe disse: Deita-te na tua cama, e finge-te doente; e, quando teu pai te vier visitar, dize-lhe: Peço-te que minha irmã Tamar venha, e me dê de comer pão, e prepare a comida diante dos meus olhos, para que eu a veja e coma da sua mão.” (2 Samuel 13.5).

Amnom era o primogênito de Davi. Davi o amava muito e morreu muito cedo, pelo próprio irmão chamado Absalão que ficou irado com Amnom porque ele deitou-se com a sua irmã Tamar.

Amnom era muito amigo de Jonadabe, e este, era primo legítimo de Amnom. Jonadabe era filho de Siméia, irmão de Davi. A Bíblia diz que Jonadabe era mui sagaz e deu um conselho errado a Amnom e este fez tudo conforme a orientação de seu primo e cometeu um incesto com sua irmã por parte de pai e acabou perdendo a sua vida, pois Absalão o mandou matá-lo.

Tem crente, que se diz espiritual, fervoroso no Espírito, porém, de vigilância não conhece nadinha. Não vigia e nem sabe escolher as suas amizades. A pessoa de sua família, como esposa e parentes mais próximos, e até mesmo conselheiros da igreja e pessoas usadas por Deus, o orientam, porém, é como se a pessoa não ouvisse e nem enxergasse o que está a sua frente. Tem ele “…comichão nos ouvidos…”. É triste, pois acabam como Amnom, perdendo a beleza da juventude e a vida saudável ao lado do Senhor Deus. Acabam sim, morrendo espiritualmente falando, pois uma amizade ruim leva a pessoa ao fundo do poço.

Olha o que diz a Bíblia sobre a amizade ruim: “O que anda com os sábios ficará sábio, mas o companheiro dos tolos será destruído. ” (Provérbios 13.20).

Amnom morreu novo e Jonadabe permaneceu vivo: “E Absalão deu ordem aos seus servos, dizendo: Tomai sentido; quando o coração de Amnom estiver alegre do vinho, e eu vos disser: Feri a Amnom, então o matareis; não temais…” (2 Samuel 13.28).

Muitos crentes têm passado por intensas provações, justamente, porque não sabem escolher suas amizades. Cuidado! Se você estiver correndo perigo, e anda errado na presença de Deus por causa das más amizades, então, é hora de dar uma basta em tudo isso e voltar-se para Jesus Cristo, autor e consumador da nossa Salvação.