“Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Romanos 10.13).

Deus jamais poderia ter executado o Seu Plano de salvação tendo que usar os anjos, ou mesmo o homem. Tinha que ser Ele mesmo, mas como seria isso?

Deus através de seu único Filho Jesus Cristo, o fez tomar a forma de homem, nascendo de mulher a fim de proporcionar ao homem a oportunidade de se reconciliar com Ele para ser salvo e alcançar a vida Eterna em Cristo.

Paulo o grande líder do Novo Testamento, recebeu a incumbência de dar expressão à natureza da salvação. Ele foi alcançado por Cristo ressuscitado no caminho de Damasco e a partir de sua conversão, saiu pelo mundo de então, pregando, ensinando e doutrinando a igreja do Cordeiro mediante epístolas/cartas escritas para expandir as igrejas por ele estabelecidas.

A salvação de vidas não é obra de homem, mas do Senhor. Diz o salmista: “A salvação vem do Senhor; sobre o teu povo seja a tua bênção. ” (Salmos 3.8). O escritor de Atos diz que Cristo é o único que pode oferecer a salvação: “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos. ” (Atos 4.12).

Deus executou o seu Plano de Salvação em Cristo. Na cruz do Calvário ele consumou a obra que Deus havia lhe confiado, porém, seria preciso dar continuidade a expansão desse Plano, ou seja, continuar divulgando os feitos do Senhor e levar vidas à presença do Senhor, para que Ele, através do Seu Espírito Santo convença essas almas do pecado e do juízo, de modo, que, aqueles que aceitarem esse Plano de Salvação será salvo.

Deus, hoje, precisa de você e também de mim para juntos expandirmos o Reino dos Céus, mediante a pregação e o ensino da Palavra de Deus. É preciso difundir o Evangelho e Deus, mais uma vez não conta com os anjos, mas comigo e contigo. Amém!