“A vós também, que noutro tempo éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora, contudo vos reconciliou. ” (Colossenses 1.21.).

Lendo outro dia um livro eu me deparei com a expressão de um paciente que falou dessa maneira para a psicoterapeuta: Estou me sentindo como uma carroça! ”

É a pura verdade, quando a pessoa está longe de Deus, mergulhada em seus problemas, crises diversas, em todos os contextos da vida, é como uma carroça que cruza as ruas da cidade e vai jogando em cima tudo que vai achando pelas calçadas e encostado nos postes. Sobras, lixos, coisas que as pessoas não querem mais.

Paulo escrevendo a Tito ele relata o passado de alguns que se converteram ao Evangelho de Cristo, ou seja, o que tinha em cima da carroça, que fazia com que o peso fosse insuportável: “Porque também nós éramos noutro tempo insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros. ” (Tito 3.3).

Esse lixo, todo o homem sem Deus carrega em seus ombros, como fardo pesado, que não lhe permite se aproximar do Espírito Santo. São iniquidades que se avolumam tornando o fardo pesado, porém, o Senhor Jesus diz para ti: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. ” (Mateus 11.28-30).

“Sentindo-se como uma carroça! ” – Quero dizer para você para não se sentir como uma carroça, mas levante-se, ressuscite espiritualmente e permita o Espírito Santo retirar o lixo que esteja, por ventura, acumulado em seu coração, a carroça que todo homem carrega. Jesus diz: “O que contamina é o que sai e não o que entra”. Se a carroça, ou seja, seu coração estiver de coisas ligadas ao pecado, então, é provável que venha a contaminar sua alma.

Caso isso está acontecendo em sua vida, então, permita Deus limpa o teu interior, para você não se sentir como uma carroça e poder andar como filhos da luz: “Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz. ” (Efésios 5.8).