“E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens” (Colossenses 3.23).

Algumas coisas me entristecem no meio evangélico, principalmente, quando algum ministro do evangelho generaliza as coisas e põem todos os demais num mesmo saco ou num mesmo barco.

Blogueiro é um termo brasileiro que se refere aquele que publica alguma coisa em um blog qualquer. Se é assim, me considero um blogueiro, não como certos líderes evangélicos andam dizendo: “blogueiros são filhos do diabo”, mas blogueiro filho de Deus.

Eu todos os dias oro ao Senhor e peço a Ele uma mensagem na necessidade de alguém que esteja na ponta da linha. O resultado de tudo isso é que, através da leitura feita na Bíblia, encontro sempre uma mensagem para mim, a qual publico e sempre há uma pessoa do outro lado do túnel à espera de um recado de Deus, que se edifica e se alimenta das Escrituras Sagradas.

Todos os dias publico uma mensagem diferente. Todos os dias eu penso que estou ajudando a alguma pessoa que esteja necessitada. Como blogueiro que sou, porque escrevo num blog, vou continuar a contribuir para que muitas vidas sejam alcançadas pela Palavra de Deus. Não sou filho do diabo, mas do Deus vivo. Sou salvo e remido pelo sangue de Cristo.

Jesus deu a Sua vida por mim e através das mensagens de meu blog eu O glorifico e ajudo a muitas vidas, no Brasil e nos demais Continentes a refletirem sobre uma mensagem nova e edificante a cada dia do ano.

Sou blogueiro e continuarei a difundir, através de meu blog, o Nome que é sobre todo o nome, o Nome de Jesus Cristo, autor e consumador da fé. Sou um blogueiro a serviço de Deus.