“Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja, dos que praticam a iniquidade. ” (Salmos 37.1).

O salmista Davi, filho de Jessé, orienta-nos a confiar no Senhor Deus e fazer o bem. Este eu considero o primeiro passo para o seu bem-estar espiritual descrito no salmo em lide. Confiar no Senhor não é uma coisa tão fácil de se praticar, porém, quem assim procede, não se embaraça com os negócios desta vida.

Outro passo que deixa o coração mergulhado na alegria é o crente se deleitar no Senhor. Diz Davi: “Deleita-te também no Senhor, e Ele te concederá o que deseja o teu coração.” (Salmos 37.4).

Não existe um passo para o bem-estar espiritual tão maravilhoso do que a entrega de todo o ser ao Senhor. Quem deseja obter o sucesso em sua caminhada cristã, precisa entregar o seu caminho a Deus e nEle confiar piamente. Quem assim faz, consegue conquistar o coração de Cristo, e este, tudo fará para ajudar aquele que faz a Sua vontade. Vale a pena entregar o caminho a quem é sábio e misericordioso.

Outro passo que torna o bem-estar do homem plausível é justamente quando se descansa nEle. Agindo assim o homem terá a certeza de que terá esperança renovada. O salmista diz: “Descansa no Senhor e espera nEle…” (Salmos 37.7).

O verso oito do Salmos 37 diz: “Deixe a ira e abandona o furor…”. Este outro passo promovedor do bem-estar do crente temente a Deus e sensacional. Num mundo globalizado e agitado em que vivemos, não é nada fácil se viver na sociedade sem se irar ou se estressar por algum motivo. Sempre estamos cruzando com alguém nervoso, irritado e sem paciência nenhuma para resolver seus problemas. O conselho do salmista é para não nos irritarmos e, também, abandonar os momentos de ódio, de furor, pois, isso acaba provocando o mal-estar.

Outro passo que o crente deve dar para alcançar o bem-estar diz respeito a ele esperar no Senhor e guardar o Seu caminho: “Espera no Senhor e guarda o seu caminho, e te exaltará para herdares a terra; tu o verás quando os ímpios forem desarraigados. “ (Salmos 37.34).

É preciso saber que a salvação dos justos vem do Senhor, e ela é a razão do nosso bem-estar completo. Jamais podemos perder a alegria da salvação. O próprio autor do Salmos 37 é também o do Salmos 51, onde ele diz com intenso arrependimento por ter pecado diante de Deus: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um espírito reto. Não me lances fora da tua presença e não retires de mim, o teu Espírito Santo. Torna a dar-me a alegria da tua Salvação e sustém-me com um espírito voluntário.” (Salmos 51.10-12).

Conserve a alegria da salvação e verás que o seu bem-estar será contínuo. Lembre-se dos passos contidos no Salmo 37. Amém!