“Tenho, porém, contra ti que deixaste a tua primeira caridade. Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida que está no meio do paraíso de Deus.” (Apocalipse 2.4).

Não tenho outra mensagem mais confortante para esse final de ano e início de 2019 a não ser deixar para meus caríssimos leitores a mensagem de nosso Pai Celestial: Não abandonem a fé em Cristo, voltem ao Primeiro Amor.

Pedi ao Senhor, uma palavra para deixar de estimulo e motivação para você que tanto lutou e batalhou pela fé neste ano de 2018 e não recebi dEle nenhuma outra a não essa: Volte ao primeiro amor. Essa é a mensagem do coração do Altíssimo e das entranhas do Espírito Santo para você sua família. Deus me falou nessa semana de maneira suave e objetiva: “Fale a igreja para voltar ao primeiro amor” e essa orientação estou repassando a todos os meus seguidores do blog.

Na revelação de Cristo a João, o Senhor se identifica como um dos sete castiçais, semelhante ao Filho do Homem, vestido até aos pés de uma veste comprida e cingido pelo peito com um cinto de outro. E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os olhos, como chama de fogo; E os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivesse sido refinado numa fornalha; e a sua voz, como a voz de muitas águas. E Ele tinha na sua destra sete estrelas, e da sua boca saía uma aguda espada ade dois fios; e o seu rosto era como o sol, quando na sua força resplandece. ” (Ap 1.13-16).

A igreja de Éfeso, tão espiritual e símbolo do poder, praça dos milagres, palco das grandes doutrinas paulinas, e aconchego entre os irmãos, agora achava-se distanciada do verdadeiro amor, ou melhor do “primeiro amor”, o qual eu traduzo como sendo o bom relacionamento entre os crentes, o amor uns para com os outros; não se tratava do amor ao Cordeiro que havia sido morto e ressuscitou, mas o verdadeiro amor do qual muito bem fala o salmista Davi: “Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união! É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. Como o orvalho do Hermom, que desce sobre os montes de Sião; porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre. ” (Sl 133).

Cada seguidor deste blog, precisa refletir em tudo aquilo que o Espírito Santo diz a todos nós neste dia, e abraçar novamente o outro, para que os milagres voltem a acontecer entre nós, as vidas perdidas encontrem no nosso meio o oásis salutar; que a Palavra de Deus volte a comover, edificar e admoestar eficazmente; que vidas sejam libertas e alcançadas pelo poder de Jesus Cristo, porém, faz-se necessário voltarmos a ser uma grande igreja: em poder e grande glória, todavia, o Senhor nos exorta a voltarmos ao “primeiro amor”, ou melhor, descermos ao degrau da humildade e subirmos novamente, com nosso irmão em Cristo no colo, ajudando-o e amando-o. Aleluia!

Não precisamos das admoestações que Jesus proferiu contra Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodicéia, e sim aquela que impulsionou Éfeso a crescer, a ser renovada, ser cheia do Espírito Santo de Deus, dos Dons espirituais e de vidas alegres com a salvação e motivadas a lutarem pela coroa da vida e a vida Eterna.

Vamos juntos nos ajudar. Vamos lutar para voltarmos ao “primeiro amor”, bastando tão somente amarmos uns aos outros. Meu desejo é que você e sua família, ao final de 2019 sejam reconhecidos pelo amor e pela garra de ganhar vidas para Cristo, bem como pelo excelente testemunho em Cristo.

Como seu amigo e irmão em Cristo, quero desejar a você e aos seus familiares feliz e abençoado 2019.  Ressalto, ainda, que lutem pelas vossas vidas, lutem pelas vossas famílias, lutem pela igreja de Cristo Jesus, caso você faça parte dela.