“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” (1 Tessalonicenses 5.23).

Levar uma vida irrepreensível num mundo mal e perverso como o atual, não é nada fácil para o cristão. A mídia todos os dias divulga nas principais páginas de jornais, revista e programas televisivos a ousadia e a astúcia de muitos grupos que vivem pervertendo e maquinando o mal contra os seus semelhantes.

As igrejas fiéis e ordeiras, que abrem suas portas para fazerem o bem à comunidade onde estão localizadas, agora são alvos de muitos desordeiros e endemoninhados que querem a todo o custo tirar a paz e a harmonia que nelas há. A minha orientação é para todas as igrejas permanecerem em oração contínua e buscar mais ao Senhor, porquanto, Ele é o noivo e ai daquele que tocar na noiva de Cristo.

Aqueles que esperam por Jesus Cristo em glória, deve continuar firme neste propósito, não se distraindo com as falsas notícias, os vídeos pré-fabricados contra obreiros e obreiras do Senhor, muito menos por fatores negativos que envolvem as diversas denominações, as quais, muitas delas, são verdadeiramente, igreja de Cristo.

Os líderes precisam lutar para evitarem escanda-los que possam comprometer o funcionamento da denominação em determinadas comunidades. Nós cristãos somos luz e, como luz, precisamos brilhar como luzeiro. Somos também o sal desta terra, e como sal devemos restaurar o mundo deteriorado e perdido.

Se estamos esperando, de fato, a pessoa de Cristo, então, faz-se necessário levar uma vida de santidade, de oração, de comunhão com Deus, ou seja, uma vida irrepreensível.