“Responde-me, Senhor, responde-me para que este povo conheça que tu, Senhor, és Deus, e que tu fizeste tornar o seu coração para trás. Então, caiu fogo do Senhor e consumiu o holocausto e a lenha e as pedras, e o pó, e ainda lambeu a água que estava no rego” (1 Reis 18.37,38).

Despertar tem como sinônimo, acordar, animar, ativar, avivar, induzir, instigar e manifestar. O despertamento é um estado que deve ser contínuo na vida do cristão. O crente em Jesus Cristo que não anda despertado, certamente, será admoestado pelo Senhor: “…: Desperta tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá” (Efésios 5.14). O apóstolo Paulo coloca o crente que não está despertado entre os mortos, misericórdia!

Quando o homem coloca em seu coração o desejo de ser renovado, despertado e motivado pelo Espírito Santo, então, tudo começa a dar certo em sua vida, e a alegria passa a ser uma constante em seu viver. O salmista diz: “Então o Senhor despertou, como quem acaba de dormir, como um valente que se alegra com o vinho” (Sl 78.65).

Há momentos em nossa vida que estamos desacordados para as coisas espirituais e é ai que precisamos acordar. O homem desanimado não consegue enxergar o perigo, o abismo que se abre a cada instante em sua caminhada pelo inimigo de nossas almas, Satanás. Alguns estão presos e engodados com os negócios desta vida, não conseguem se firmar no caminho da verdade e por isso faz-se necessário o despertamento, o avivamento. A Palavra de Deus instiga o homem a despertar novamente: “Desperta, desperta, veste-te de força, ó braço do Senhor; desperta como nos dias passados, como nas gerações antigas. Não és tu aquele que cortou em pedaços a Raabe, o que feriu ao chacal?” (Isaías 51.9).

O contrário do despertamento é o abatimento, o desânimo, o enfraquecimento, etc. Para vencer as adversidades desta vida é preciso que o crente crie força, gere em si mesmo alento, ânimo e saia deste estado deprimente e revigore o seu homem interior, despertando para a obra que Deus tem te chamado a realizar. Como diz o outro: “pé na tábua!”, ou seja, desperte, ande depressa, corra, se possível até voe, pois o inimigo precisa ficar na poeira.

Saiba meu amigo e irmão em Cristo uma coisa neste domingo lindo e abençoado: Despertar é preciso, é urgente!