“Porquanto há um só Deus e um só Mediador, entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem.” (2 Timóteo 2.5).

Jesus Cristo é o Mediador por excelência entre os homens e Deus. Quando se aceita a Cristo como Salvador, então a pessoa começa a aparecer na tela do radar de Deus como um alvo salvo e não mais como um alvo perdido, sem rumo e sem comando, largado no meio do “mar da vida”, o mundo.

É muito prazeroso ser filho do Deus Altíssimo. O salmista mesmo diz: “O SENHOR é o meu pastor e nada me faltará”. Um Deus que não sega a seus filhos o verdadeiro alimento espiritual. O Seu Espirito Santo tem o propósito de conduzir os crentes salvos, que compõem à Igreja de Cristo, até o Arrebatamento, quando entregará a noiva ao noivo, Jesus de Nazaré. Deus supre todas as coisas e nada, realmente, faltará.

Jesus como o Mediador do Novo Conserto, o qual lhe custou a vida, morrendo na Cruz do Calvário, expressando assim todo o Seu amor por nós pecadores. Hoje, em glória e à direita do Pai Celestial, intercede como o Advogado por excelência, que aguarda o sinal verde de Deus para vir buscar a Sua igreja pela qual deu a Sua vida.

Jesus é o Mediador entre o homem e Deus. Todos quantos o aceitarem como Salvador e Senhor de suas vidas terão garantidos, para sempre, a salvação e a vida eterna com Ele. Vale a pena ser crente. Vale a pena ter Jesus como nosso Mediador por excelência. Faça um esforço, prove o quanto é bom ser crente em Jesus, levante-se de seu estado angustiante, tristonho e arrependa-se diante de Cristo e seja feliz. O profeta Isaías disse: “Se quiserdes e ouvirdes, comereis o bem desta terra”. Vale a pena ter Jesus Cristo como o Mediador por excelência!