“Então Samuel tomou o chifre do azeite, e ungiu-o no meio de seus irmãos; e desde aquele dia em diante o Espírito do Senhor se apoderou de Davi; então Samuel se levantou, e voltou a Ramá.” (1 Samuel 16.13).

Jessé e o próprio Samuel, sendo este, Juiz e profeta em Israel, se impressionaram da maneira de Deus agir. O Senhor não viu como Samuel viu, o qual olhou para a aparência do filho de Jessé, mas o Senhor trabalhou para o interior do coração ado homem, e lhe aprouve mandar ungir a Davi, o caçula, que era um rapaz diferente dos demais, porquanto, agradava a Deus. Mesmo sendo o menor na casa de Jessé, porém, foi ele a quem Deus escolheu para substituir o rei Saul, que saiu dos planos do Altíssimo.

Alguns crentes em Jesus Cristo não valorizam a unção e se acostumam com o saber, com o conhecimento bíblico, teológico e filosófico, e aplicam em seus ministérios e não mais buscam ao Senhor como deveriam buscar, ou seja, levam os seus ministérios de qualquer maneira.

A unção é de suma importância na vida do cristão. Quando a presença do Espírito Santo está sobre o obreiro tudo fica diferente e o azeite celestial faz com que o ambiente as pessoas recebam a porção satisfatória do Santo Espírito de Deus para sua vida diária.

O cristão com conhecimento apenas, sem a unção do Pai celestial, não consegue fazer a obra com a eficácia que ela merece. O ministério da Palavra, não se resume em, somente manusear a Bíblia, ou citá-la com propriedade, todavia, é importante que haja unção na vida do obreiro ou obreira.

A unção é que faz a diferença. Como buscar a unção de Deus para a minha vida? Meditando nas Sagradas Escrituras, com humildade e fé. Aceitando a orientação do Espírito Santo; orando, buscando ao Senhor e obedecendo a Sua Palavra e fazendo um esforço para fazer a Sua vontade. Seja mais obediente ao Espírito Santo e a unção será visível por todos.

Sem ter a unção fluindo em sua vida, os grandes projetos espirituais não se realizam e o obreiro acabará abandonando a vida ministerial ou eclesiástica. Pense nisso e seja mais amigo e mais obediente ao que o Espírito fala ao seu coração. Amém!