“E aconteceu que, apertando-o a multidão para ouvir a Palavra de Deus, estava ele junto ao lago de Genesaré.” (Lucas 5.1).

Aos 62 anos de idade, estou neste instante entre muitos turistas, de muitas partes do mundo. Uns curiosos, outros ansiosos, quase todos apaixonados por diversões, alguns perplexos, motivados, alegres, enfim, uma correria só, para selecionar o melhor lugar nas filas, deste parque por nome Magic Kingdom, na famigerada Disney World. Estou aqui sentado e escrevendo este texto.

Nunca tinha visto algo igual, e nem parecido. Gente de variadas nações se misturam. Cada grupo, “um feudo”, trazendo consigo as marcas culturais e aproveitando para desfrutar da alegria que contagia a todos indistintamente. A diversão e o entretenimento me parece que são as principais atividades nesta mundo colorido, que ao meu vê se constitui no sonho de muitos turistas aqui, não importando a idade.

Aqui é um lugar para a pessoa esquecer, por algumas horas da vida estressada que leva. Talvez, alguns não tenha tempo nem para se lembrar de Deus. O ambiente é bastante agitado, principalmente hoje, que é feriado em Orlando,FL. Tudo é encantador, bem protegido e seguro, o que facilita o relaxamento por parte de alguns.

Os celulares são o instrumento mais usado por aqui, pois, todos aproveitam para registrar o momento da diversão. Não há algazarra, nem contendas, todos caminham, comem, bebem e se divertem sem nenhum tipo de desavença. Muitas são as meninas vestidas de Cinderela, o que deixa o ambiente ainda mais bonito. A expressão de alegria é visível no rosto de cada menino, e menina. Eles parecem não se cansarem. Será que alguém se lembra de Jesus Cristo neste lugar? Não tenho a resposta!

Eu, particularmente, estou sentindo o poder do Espírito Santo, pois, diferentemente de muitos que passam por aqui acelerados, correndo ou andando com seus filhos, estou ligado no céu, pensando em Deus e aproveitando para orar por todos aqui, a fim de que Deus possa se compadecer e salvá-los. O meu pedido ao Senhor é que ele não venha buscar a igreja num dia como este. Misericórdia!

Entre muitos! – aqui estou eu. Acabei de cumprir minha missão, a de interceder por todos quantos estão se divertindo aqui. O dia está nublado, mas sem chuva alguma. O sol fica brincando de aparecer e desaparecer e somente o vento faz questão de refrescar o ambiente. As imagens formadas em minha mente vão custar a desaparecer, creio eu. O que faria Jesus neste lugar? Será que Ele iria mandar parar tudo e chamar a atenção de pais e filhos para lhe ouvirem? Talvez muitas crianças iriam chorar e alguns jovens perguntariam logo que seria ele? Será que Jesus aproveitaria o momento para fazer muitos milagres? Não tenho a resposta, mas tenho a certeza que algo extraordinário iria acontecer ali; que vida iriam lhe aceitar como Senhor e Salvador e muitos, talvez encerrasse o passei por completo.

As pessoas estão tão focadas nos brinquedos que nem percebem que o tempo de espera de alguns deles é de 2 horas e 20 minutos. Um tempo muito superior ao que usamos por ocasião de nossos cultos de louvor a Deus, e mesmo assim, muitos não conseguem ficar nem uma hora, se quer, para cultuar o nome que é sobre todo nome, o nome de Jesus Cristo. Não vejo ninguém se queixar de alguma dor ou incomodo físico, todos aparentam estar felizes e satisfeitos com as atrações do parque.

Várias são as pessoas que transitam com uma tiara do Micrey. Ele aqui, parece contagiar o público local que não poupa o seu dinheiro, mas compra os inúmeros souvenires que trazem a imagem dos personagens da Disney. É algo impressionante, contagiante, fascinante, motivador, porém, tudo é coisa passageira, que não veremos na eternidade com Cristo.

O Micrey parece atrair a muitos. Meus Jesus é muito mais que este personagem da Disney. O Micrey atrai muitas pessoas de diversas nações, porém, ele não é vivo, não salva, e nem proporciona a alegria perfeita, somente, Jesus Cristo, autor e consumador da fé.

Jesus Cristo, de fato, com sua morte na cru atraiu e atrai até hoje, a muitos. Eu sou uma testemunha viva de que fui atraído por seu amor. Ele me resgatou do mundo, do pecado e me deu vida em abundância. Trouxe paz ao meu coração e hoje, eu estou feliz. Não sinto a mesma alegria, aqui neste parque, de quando eu aceite a Cristo. A alegria naquele dia de minha conversão foi algo inexplicável, não há coisa igual e nem comparável. Tudo isso aqui é divertido, mas passageiro.

Pobre Micrey! Apenas se transformou numa lenda, nada mais do que isso. Jesus, pelo contrário, é uma realidade, está vivo e em breve virá buscar a Sua igreja conforme ele prometeu: “Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.” (João 14.18). Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida. Ele está à direita de Deus Pai, como mediador da nova aliança. Ele é o nosso Advogado.

Entre muitos, aqui estou, registrando essa palavra, a qual será lida por muitos que ainda não foram ao Magic Kingdom, na Disney World. Se algum dia você for a Orlando,FL, e você é um cristão que ama a Jesus Cristo, então, não deixe de visitar Holy Land Experience, o museu da Bíblia. Aleluia!