“Disseram então os apóstolos ao Senhor: Acrescenta-nos a fé.” (Lucas 17.5).

Andando com Jesus, participando da vida ativa de Cristo, comendo e orando com Ele, bem como desfrutando da alimentação verbal, dos ensinamentos e, também dos milagres operados por Jesus, estavam os seus discípulos e apóstolos e estes últimos pedem ao Senhor que acrescente a eles a fé. Como pode uma coisa dessas?

A fé e a incredulidade não podem ocupar o mesmo lugar, ou seja, o mesmo espaço no coração do crente. Ou ele tem fé ou ele é incrédulo. Mesmo que ele tenha pouca fé, como um grão de mostarda, todavia ela poderá crescer.

Todo cristão tem um alvo, um objetivo espiritual que é o de morar no céu e para isso ele deve permanecer firme na fé para que possa obter a salvação em Cristo Jesus: “Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas.” (1 Pedro 1.9).

É a prova da fé que gera no homem um estado de tranquilidade, ou seja, a paciência. Quantos se desesperam na vida e acabam fazendo alguma coisa precipitada, porquanto, lhe falta a fé, ou melhor, a paciência: “Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência.” (Tiago 1.3).

O justo meu amado irmão e amigo deve viver pela fé em Cristo (Rm 1.17). Quer se tornar um bendito como foi o crente Abraão, então procure viver de fé em fé: “De sorte que os que são da fé são benditos com o crente Abraão.” (Gl 3.9).

Se você acha que não tem fé suficiente para vencer as batalhas espirituais desta vida, então, é hora de pedi-la ao Senhor, que lhe dará tranquilamente. Peça, porém com fé não duvidando.

Não tenha uma fé dúbia. A Bíblia diz: “Um só Senhor, uma só fé, um só batismo.” (Efésios 4.5). Aproveite para guardar o mistério da fé numa consciência pura e então você irá vê milagres acontecerem, por fé, em sua vida. Amém!

Não permita que a fé e a dúvida, ou incredulidade se digladiem no interior do seu coração.