“E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração. Mas vós a tendes convertido em covil de ladrões.” (Mateus 21.13).

Jesus pegou pesado com aqueles que não sabiam usar a Casa de Deus, o Templo dedicado às orações, ao louvor, a recuperação e a edificação de vidas. Lugar onde a leitura, a meditação e o ensino da Palavra seja constante.

Hoje, em pleno século vinte e um, ainda tem crentes que ignoram as recomendações divinas, e têm tentado mudar os principais objetivos das atividades realizadas no templo de adoração. Uns aproveitam e querem fazer o local de recreação, vendas de objetos, ponto de encontro, conversações irreverentes, lugar de gracejos, diversões da carne, e praça para se acessar o celular e outros aparelhos eletrônicos para comunicações pessoais.

Em várias igrejas os cultos não passam de entretenimento e quando há manifestação do “espírito”, a carne geralmente é evidenciada: gritaria, histeria excessiva e vaidosa apresentação da tecnologia de ponta, onde a pretensão não é outra, senão tirar à atenção do auditório da pessoa de Deus e colocá-la na pessoa do homem, e para ficar mais a cara do mundo, deixam o púlpito repleto de fumaça colorida e luzes enlouquecidas girando para todos os lados, deformando as pessoas que ali se apresentam.

Que decepção para alguns líderes saduceus e fariseus, e também para os anciãos e sumos sacerdotes de Israel, ao verem Jesus, “como se estivesse fora de si”, virando mesas de cambistas e os expulsando do interior do templo, juntamente com os compradores de produtos para o sacrifício profano. Jesus jogou as cadeiras dos vendedores de pombas no chão e os expulsou dali. Foi um dia de correria, pois eles jamais imaginariam que Jesus de Nazaré teria atitude austera e ríspida acerca de pessoas que faziam do templo, lugar de comércio ilícito e de algazarra. Ali era a Casa do SENHOR, lugar de oração, e não ambiente de covil de ladrões e aproveitadores.

A liderança judaica já não comparecia ali havia bastante tempo. Eles, que deveriam zelar e cuidar das atividades espirituais, negligenciaram de tal maneira que o Templo foi profanado. O santuário de Deus como local de busca e revelação da glória de Deus, estava sendo usado por vendedores de animais e passatempo de desocupados.

O que estava atraindo as pessoas religiosas e tementes ao templo naquela época? E hoje, o que está motivando as pessoas a comparecerem aos cultos, na igreja? Por que muitos não sentem mais prazer pela Palavra de Deus, mas olham mais para as pessoas do que para Deus? O Senhor, ainda hoje, quer se mover e se manifestar na vida de homens e mulheres tementes ao seu nome, basta tão somente dá lugar ao Espírito Santo, que está sedento para usar os filhos de Deus em Sua obra.

Se muitos estão indo à Casa de Oração, para se divertirem, fecharem negócios, e venderem planos de saúde e tirar os outros do centro da vontade de Deus, então, eles estão extremamente distantes dos verdadeiros alvos cristãos, onde a fé precisa ser aumentada, a Palavra precisa ser lida e pregada, as vidas necessitam ser curadas e libertas, enfim, eles estão longes de obterem a salvação, a libertação e de fazer a vontade de Deus, na pessoa de Jesus Cristo, o Eterno Salvador.

A Casa de Deus é lugar de transformação de vidas, lugar de libertação, de cura e de manifestação do poder do Espírito Santo. A igreja tem se transformado num local de encontro, de exposição de novidades da moda, onde uns só comparecem para olhar, observar o que o outro tem e está vestido e calçado. A igreja não é isso, é a Casa de Oração, lugar de reverência, onde Deus costuma agir, operar maravilhas e salvar os que creem em Cristo. O que está atraindo as pessoas ao templo?

Caso você esteja indo à Casa de Oração, à Casa de Deus para buscar ao Senhor, conversar com Ele em espírito e em verdade, e com o coração sincero ouvir a mensagem de salvação, então, você está no caminho certo. Uma pequena conversa comercial, o fechamento de um negócio ou a venda premeditada de empreendimentos e planos deste mundo, pode fazer você enfraquecer na fé e lhe afastar dos objetivos primordiais da fé cristã. Se a igreja se tornou um point de moda para você, então, é hora de acender a luz vermelha e se voltar para o Senhor, que deu a Sua vida por ti.

Quando você for à Casa de Deus, tenha objetivos espirituais em seu coração. Tenha propósitos para a edificação de sua vida e não perca mais tempo empurrando a sua fé e a sua vida espiritual com a barriga. Faça um concerto com Deus e, recomece desta vez, certo de que irá fazer a vontade de Deus.

Você tem ido lá para aprender com Ele e com todos aqueles que Ele usa durante o culto, ou você apenas bate o cartão na entrada e na saída e nada leva de proveitoso para a sua vida e de sua família? Precisa-se mais que tudo, nesses dias tão tenebrosos e de enfraquecimento na fé e desprezo do Evangelho, se manter o templo de Deus puro e, através da reverência buscar mais ao Senhor e, verdadeiramente, reconhecer que a igreja é a Casa de Deus, e que o Senhor Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e eternamente, e que Ele, ainda, hoje, pode agir duramente contra os irreverentes.

Seja alguém preocupado com a obra de Deus, e que está sempre pronto para temer ao Senhor, principalmente, quando estiver na Casa de Oração, cultuando ou buscando a Deus. Se a igreja pode ser transformada para pior, ela também pode ser transformada para melhor, e Deus conta com você. Amém!