“Estabeleceste todos os limites da terra; verão e inverno tu os formaste.” (Salmos 74.17).

Deus não somente formou o verão e o inverno, mas também o outono e a primavera. As estações do ano são obras perfeitas do Criador. Tudo Ele formou e criou, achando, Ele mesmo, ao final de tudo, que era bom.

O pecado, sem dúvida, foi quem arruinou todas as coisas, quem destruiu toda a beleza deste universo, bem como colocou o homem como escravo de si mesmo, do mundo e de Satanás. Graças ao grande amor de Deus, que, pela sua infinita misericórdia, deu Seu Filho Unigênito para morrer em nosso lugar.

Com Seu sangue inocente e precioso, Jesus foi à cruz do Calvário, e ali redimiu todos os pecados da humanidade. Seu sangue derramado pagou toda a dívida que o homem tinha para com Deus. Agora, aquele que nEle crer e procura fazer a Sua vontade, alcançará a vida eterna e poderá comer do bem desta terra e desfrutar das estações do ano. “Se quiserdes, e ouvirdes, comereis o bem desta terra.” (Is 1.19).

Tem gente que ama o verão. Em nosso país, ele vai de 21/Dez a 20/Mar. Eu comparo o verão como sendo apropriado para o planejamento, o trabalho intensivo, a alegria, as férias, o laser prolongado, as viagens para descanso, e de muitas coisas boas. É na vida espiritual, o tempo de glória, de intensa manifestação do poder de Deus, das realizações espirituais, quando o Sol da Justiça brilha e traz gozo para a alma. Fase onde não se vislumbra batalhas espirituais e nem derrotas frequentes.

O outono começa, aqui em 20/Mar e vai até 21/Jun. É uma estação agradável quando muitos frutos são colhidos. Eu o comparo, na vida espiritual, ao produto do trabalho cristão. Quando o crente produz frutos, e estes, dignos de toda a aceitação por parte de Deus. O Senhor Jesus disse: “Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vô-lo conceda.” (Jo 15.16). Fomos chamados por Deus para dar frutos. E no outono espiritual devemos colher frutos.

O inverno, em nosso país, vai de 21Jun a 23/Set. É outro período formidável. A chuva traz alegria, felicidade e tranquilidade para a lavoura, a agricultura e para o abastecimento das cidades e grandes metrópoles. Ele é mais escuro que o verão. Tempo das intensas chuvas, de terrenos escorregadios, do lodo, da lama, da festa dos animais aquáticos e das baixas temperaturas. Na vida espiritual eu o comparo a fase das lutas, das batalhas espirituais, onde tudo fica nebuloso, a luz desaparece de nosso caminho, a fé parece desvanecer, as crises são mais intensas, tais como as tempestades de inverno, sem contar com a frieza espiritual, que tira o crente da igreja, e da presença do Senhor. Parece que a gente clama, clama e Deus não nos ouve.

E por fim, chega-se a primavera, que vai de 23/Set a 22/Dez. Para muitos é a estação mais bela e cheia de ternura. Ela traz consigo as flores e as borboletas. Na vida espiritual eu a considero como sendo a zona de conforto, onde tudo está correndo bem, porém, essa estação me assusta, pois o cristão poderá se acostumar com ela, com sua beleza e sua tranquilidade, não dando conta de que o verão se aproxima e que, tudo tem que estar devidamente arrumado, e o ânimo e a disposição para fazer a obra de Deus precisam estar bem evidentes, a fim de que os sonhos e os projetos possam ser bem planejados e executados antes do inverno.

Tem muito cristãos acostumados com a zona de conforto e por isso nada fazem para o crescimento do Reino de Deus. Somente dão conta que precisam de Deus, quando este, puxa o tapete e as crises aparecem tentando atrapalhar a felicidade, tempo de inverno. É preciso que cada um que se diz salvo em Jesus, atente para as estações do ano, nas lições espirituais que apontei em lide.

Saiba que você tem uma força gigantesca no seu interior, a qual foi lhe dada quando você aceitou a Cristo, desfrute dela e seja feliz. Você tem uma fé robusta, exercite-a!