“E vos revistais do novo homem, que, segundo Deus, é criado em verdadeira justiça e santidade.” (Efésios 4.24).

Quando o crente nasce de novo, deixa a velha vida de pecados para trás e prossegue para o alvo, que Cristo, o céu, com o coração puro e a mente sadia, coração untado na justiça divina, que eu chamo de fidelidade e santidade, as quais são duas armas poderosas para batalha espiritual do dia a dia.

Quando o crente tem falta de santidade, ele passa a maior parte do tempo triste, angustiado e desprovido da graça salvadora, pois, torna-se um perdedor e sofredor, em suas batalhas contra o inferno, o mundo e a carne. Sem a santificação não se consegue permanece na fé, muito menos viver na verdadeira justiça e santidade: “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hb 12.14). O crente não pode deixar de ver ao Senhor, forte e poderoso, que é capaz de garantir a sua vitória e sucesso.

Na guerra espiritual o cristão não pode “marcar bobeira”, nem “dá mole” para as investidas do diabo. Deus quer que você seja um gigante na fé e seja vitorioso em suas batalhas espirituais, porém, faz-se necessário fazer tremular a bandeira da santidade e da fidelidade. Se você não lutar para ter uma vida de santificação e não for fiel ao Senhor e ser justo nos seus negócios, então, não adiante ficar correndo atrás de Deus, pois Ele não irá te atender, porquanto, Deus não comunga com a iniquidade e nem com aqueles que tem falta de santidade e, ao mesmo tempo, não é fiel, em todos os contextos da vida.

Quando o crente é fiel tudo de bom acontece em sua vida. A fidelidade é uma qualidade daqueles que se mantêm fiel as suas alianças. No altar, no dia do seu casamento você selou uma aliança a sua esposa, então, custe o que custar, seja fiel a ela e se dedique a ela, tanto na dor, como na alegria. As pessoas que quebram as suas alianças, principalmente, as feitas com o Senhor e Salvador Jesus Cristo, poderá lhe render a vida eterna longe de Deus Pai.

Às vezes, é preciso cedermos as nossas opiniões, aos nossos caprichos e interesses, a fim de permanecermos fiéis as alianças. Seja fiel e procure andar em novidade de vida, ou seja, em santidade, na presença do Espírito Santo. Amém!